Inversão de acordes no piano ou teclado

Inversão de acordes no piano ou teclado

Como fazer inversões



inversão de acordes no piano ou teclado

 

A inversão é utilizada em diversos instrumentos, mas hoje falaremos especificamente da inversão de acordes no piano ou teclado. Porém, a teoria aqui pode ser aplicada em qualquer outro instrumento musical.

Se você quer embelezar o seu som, então a inversão de acordes pode te ajudar com isso. Mas, é necessário que mostremos algumas coisas importantes antes de colocar a mão na massa.

 

O que são acordes?

Antes da passarmos para a inversão de acordes no piano ou teclado, é importante que façamos uma breve explicação sobre o que são acordes, pois assim ficará mais fácil você entender como a inversão funciona.

De um modo bem básico, um acorde é um conjunto de notas agrupadas segundo uma regra e partindo de uma nota principal. Veja abaixo um exemplo:

– No acorde de C (dó maior) temos as notas: C, E e G que formam uma TRÍADE.

É importante mencionar que a TRÍADE é formada pelos graus da escala, mais especificamente o 1º, 2º e 3º graus da escala (nesse caso aqui, da escala de dó maior).

Assim, seguindo essa regra, você pode montar qualquer acorde maior, por exemplo: para montarmos o acorde D, usando a regra anterior, ficaria: D (1º grau da escala) – F# (2º grau) e A (3º grau).

 

Partindo para a inversão de acorde no piano ou teclado

Agora que você já sabe o que é um acorde e como ele é formado, podemos falar sobre a inversão de acordes.

A inversão nada mais é do que pegar um acorde e mudar a sua posição, simples assim. Posição essa que é chama de fundamental. Mas por que isso?

A posição fundamental de um acorde é quando ele começa pela nota que dá nome ao acorde, exemplo: acorde de C = C – E e G.

A inversão de acordes muda o acorde de sua posição fundamental.

No geral, para as TRÍADES, existem duas inversões. A primeira inversão começando pela segunda nota do acorde e a segunda inversão começando pela terceira nota do acorde. Vejamos isso na prática:

Primeira inversão: continuaremos a usar o exemplo do acorde de dó maior (C). Nesse caso, a primeira inversão de acordes no piano ou teclado parte da nota E, depois continua com a nota G e agora incluímos a nota C no final, ficando assim: E – G – C

Segunda inversão: seguindo a mesma linha de raciocínio, agora partiremos da nota G, em seguida teremos a nota C e por último a nota E, ficando: G – C – E.

Como você deve ter notado, a sacada aqui é pegar a primeira nota e jogá-la para o final, por exemplo: a primeira inversão põe a nota C no final, ficando E – G – C. Use isso e pratique com os demais acordes. É um exercício bem legal.

 

E como ficam as inversões no caso das TÉTRADES?

Ok, até agora vimos apenas exemplos de inversão de acordes no piano ou teclado utilizando TRÍADES, mas, e como ficam as TÉTRADES?

Não precisa ficar ansioso quanto a isso, pois a regra continua sendo a mesma, apenas teremos mais uma versão (sendo agora 3) e acrescentaremos mais uma nota.

Usando o acorde de C, a formação normal é C – E – G – A#

primeira inversão fica: E – G – A# – C

segunda inversão fica: G – A# C – E

terceira inversão fica: A# C – E – G

Lembra que do que a gente falou antes sobre pegar a primeira nota e jogá-la para o final? Pois bem, o mesmo vale para esse caso.

 

Para que serve a inversão de acordes?

Talvez você tenha visto um pianista ou tecladista tocar e notou eu as mãos dele pareciam não se mover muito. Pois bem, a inversão de acordes pode te ajudar a tocar uma música sem precisar movimentar muito suas mãos.

Uma outra vantagem dela é que na hora de executar uma música, as próximas notas estarão bem mais próximas (isso não foi um trocadilho, verdade), logo, você terá menos esforço para tocar e conseguirá mais agilidade também.

 

Inversão de acordes na prática

Agora vamos te mostrar um exemplo de inversão de acordes usando uma sequência simples de acordes: C, G e F

– Vamos iniciar com a posição fundamental de C (ou seja, nada de inversão aqui), como mostra a imagem abaixo:

inversão de acordes no piano ou teclado 1

 

– Depois, veremos qual a posição de G que fica mais próxima da de C. Nesse caso, a melhor é a primeira posição:

inversão de acordes no piano ou teclado 2

 

– E, por último, a posição de F que fica melhor seria a segunda inversão, nesse caso:

inversão de acordes no piano ou teclado 3

 

Dica final

Viu? Inversão de acordes não era nada daquela complicação que você poderia estar pensando.

E a melhor forma de dominar a inversão de acordes no piano ou teclado é adquirir o hábito de treinar todos os dias.




Veja Mais


Siga-nos

Destaques

Nenhuma postagem encontrada.

Parceiros

Publicidades



X1MUSIC.COM | Todos os direitos reservados
contato@x1music.com / (84) 9 9839-3580