6 Dicas Para Se Tornar Um Guitarrista Melhor!

6 Dicas Para Se Tornar Um Guitarrista Melhor!

Torne-se um grande guitarrista com essas dicas



Resultado de imagem para guitarrista
Reprodução: googleimagens

 

1- Expanda a sua Mente e o seu Vocabulário

Tocar um único tipo de música, limitando-se em apreciar ou se desenvolver em um único gênero musical pode ser uma péssima idéia, tanto para o seu desenvolvimento como instrumentista como para a sua carreira como músico.

Inove, arrisque e de vez em quando de um passo além da sua zona de conforto. Toque com músicos diferentes quando possível, aprenda com eles, busque outras referências, escute outros instrumentos.

Além de diversificar em estilo procure desenvolver mais de uma única linguagem no instrumento, aprenda licks e solos dos estilos que não são os mais convencionais aos seus ouvidos e procure adaptá-los ao seu universo e a sua maneira de tocar.

Com certeza este trabalho não será em vão e irá lhe colocar em um novo patamar como instrumentista.

 

2- Pratique Transposição

Sabe aquela musica que você aprendeu a muito tempo e há anos toca da mesma maneira?!

Um jeito de reciclar as coisas e utilizar um conhecimento e técnica que você já possui é tocar a mesma música em tonalidades diferentes.

Trocar o tom de uma música é algo muito comum quando tocamos em bandas que possuem covers em seu repertório.

Com o intuito de adequar a altura das notas da melodia aos cantores precisamos ficar atentos a este problema.

Incluir em sua rotina de estudos semanal um momento dedicado a transposição da tonalidade de músicas que você já toca e conhece serão de enorme valia para aprimorar o seu raciocínio e sua fluência musical.

 

3- Toque em Diferentes Lugares pelo Braço

É claro que todo guitarrista tem uma região preferida para tocar pelo braço.

Diferentes fatores influenciam para isso como: facilidade de visualização, conforto, sonoridade, falta de fluência nas demais regiões, etc.

Neste ponto do texto você caro leitor já até imagina o que será dito nos próximos parágrafos, não é mesmo?

Sim! Vamos lhe dizer que é fundamental para ser um guitarrista dotado de muita musicalidade dominar o braço do instrumento em sua plenitude.

Pratique as escalas em todos os seus formatos e regiões, busque montar os acordes do início até a parte mais aguda da escala, fique atento a postura da sua mão, a sonoridade resultante, o nome das notas em questão e os intervalos gerados entre os dedos.

 

4- Trabalhe o Ritmo e a Duração das suas Frases e Improvisos

Variar o sentido rítmico das suas frases e se acostumar a compor e improvisar em diferentes espaços de tempos também ião lhe trazer grandes benefícios musicais.

Quando estamos em um ambiente em que temos total controle da situação como nossa casa ou quarto, podemos nos acostumar a estudar de uma maneira repetitiva e pouco inovadora.

Pensar em diferentes células rítmicas durante o momento de criação irá lhe tirar do fraseado óbvio e previsível.

O mesmo tipo de estudo deve ser aplicado em relação a duração das suas ideias e improvisos.

Estude para ser capaz de compor algo que faça sentido durando dez segundos ou cinco minutos.

Crie riffs, solos, licks, improvisos, idéias de progressões harmônicas com diferentes durações de tempo e fórmulas de compasso, com o passar do tempo esses assuntos estarão cada vez mais domesticados dentro de você.

 

5- Não Use Apenas a Escala Pentatônica

É notório que a escala pentatônica é a favorita para uma enorme parcela de guitarristas.

Porém ser dependente exclusivamente dela pode ser algo prejudicial. Tirando casos em que o guitarrista tem o intuito de se transformar em um tocador de straight ahead blues (blues clássico ou “das antigas”) a pentatônica será muito pouco.

Procure aprender o maior número de escalas que puder e o mais importante procure utilizá-las de uma maneira musical.

Com o passar do tempo você irá criar o seu pacote de escalas favoritas e elas se tornarão uma marca registrada da sua sonoridade.

 

6- Analise com o seu Cérebro e o seu Ouvido

Ao aprender uma música não se limite em apenas executar o necessário para que as notas sejam produzidas da maneira correta pelo instrumento.

Procure ouvir com atenção e reconhecer os acordes e a movimentação harmônica empregada pelo artista em questão.

Tente também ficar atento aos intervalos melódicos presentes na melodia da música, cantá-los pode ser uma excelente opção para gravá-los em sua memória.

Além de ouvir com atenção, vá além e busque analisar a condução melódica, rítmica e harmônica de diferentes músicas, procure entrar na cabeça do compositor e “desvendar” o que estava em sua mente no momento em que o mesmo surgiu com determinada idéia ou solução.




Veja Mais

MELHORES - MAIO 2019

Melhores - 04/06/2019 17:20



Siga-nos

Destaques

Nenhuma postagem encontrada.

Top 5 Mensal

Parceiros

Publicidades



X1MUSIC.COM | Todos os direitos reservados
contato@x1music.com / (84) 9 9839-3580