Como escolher o instrumento musical certo?

Imagem relacionada
Imagem: google imagens

 

Existem diferentes características que podem te ajudar a fazer a escolha certa

Você pretende tocar um instrumento musical e se deparou com a difícil decisão de qual escolher? Nós podemos te ajudar com algumas orientações. Afinal, existem alguns fatores que podem ser levados em conta quando vamos escolher um instrumento para tocar.

 

1- Gosto musical

É muito mais prazeroso quando tocamos um instrumento que nos permite praticar as músicas que gostamos, não é mesmo? Por isso, um dos pontos indicados no momento da escolha é fazê-la de acordo com a sua preferência musical.

Por exemplo, se você gosta de música erudita, não faz muito sentido escolher a guitarra como instrumento. Existem exceções, mas, para começar, é melhor optar por algo que se encaixe naquilo que você gosta de ouvir. Além disso, você se sentirá muito mais motivado a praticar.

2- Seu orçamento

Analisar qual o seu orçamento disponível para investir em um instrumento musical é importante. Para quem não pode gastar muito dinheiro, o indicado é optar por instrumentos como o violão, a guitarra. Já opções como bateria, piano ou violoncelo requerem um investimento bem mais alto.

3- Tempo

Como costuma ser sua rotina? Pensar nisso é essencial antes de decidir o seu instrumento. Isso porque você vai precisar de disponibilidade para estudar e poder se aperfeiçoar no novo aprendizado.

Além do mais, a sua expectativa em conseguir tocar logo também conta muito. Alguns instrumentos exigem mais paciência para dar os primeiros passos no aprendizado, como saxofone, flauta transversal, entre outros. No caso do violão e da bateria, por exemplo, você já sairá das primeiras aulas com uma possibilidade de prática.

4- Personalidade

Além do seu gosto e da sua preferência musical, sua personalidade e seu estilo de vida também contam como características relevantes. A maneira como você age e se comporta podem refletir na sua habilidade e no seu interesse por um instrumento musical. Por isso, considere este fator quando for escolher o seu.

Porém, é interessante destacar que, se você se interessa de uma maneira especial por algum instrumento, experimente começar por ele. Para saber se vai dar certo ou se o instrumento tem a ver com você, só mesmo tentando.

Hora de decidir

Leu todas essas dicas e ainda não conseguiu escolher? Veja a possibilidade de fazer aulas experimentais pelo menos daqueles que você tem mais empatia.


Comentários